Após o encerramento do quinto dia de competição entre o supercomputador “Claudico” e os quatro profissionais do poker, os humanos seguem ampliando a sua superioridade frente à máquina. Já foram jogadas 29,300 mãos e a vantagem humana já ultrapassa a barreira dos US$ 500.000. No total, ao longo dos cinco dias de competição os jogadores Doug “WCGRider” Polk, Bjorn “asianflushie” Li, Jason “cheet” Les e Dom Kim já somaram um lucro de US$ 508.184.

Não deixe de ver: Brasileiro ganha pacote completo para WSOP 2015 em “freeroll” no 888poker

A nova parcial coloca três dos quatro prós em vantagem sobre o computador. Apenas o jogador Jason Les, segue perdendo para o sistema criado pela equipe da Carnegie Mellon University. Jason está com um prejuízo de US$ 229,883. Confira a nova parcial:

Parcial_Claudico

PARCEIROS   

Veja também: Com 78 eventos, começa nesta terça o EPT Grand Final Monte-Carlo

Segundo os cientistas, as inúmeras variáveis ​​do poker são o teste perfeito para o desenvolvimento da inteligência artificial. A competição da prosseguimento ao trabalho de outros pesquisadores da Carnegie Mellon, que têm contribuído para os desafios do desenvolvimento da inteligência artificial, tais como o programa “Deep Blue” da IBM que venceu mestre de xadrez Garry Kasparov em 1997 e “Watson”, também da mesma empresa, que bateu os campeões do “Jeopardy”, Brad Rutter e Ken Jennings em 2011 .

Mais: Eu bati o “imbatível” Cepheus

No desafio homem e máquina deverão jogar 80.000 mãos em “Heads-Up No-Limit Texas Hold ‘em”, no período de duas semanas. Você pode acompanhar ao vivo a disputa por aqui.

Mais: Bernardo Dias conquista a Super Tuesday

Quer saber mais sobre o mundo do poker? Curta nossa fanpage no facebook e fique por dentro de tudo o que acontece no esporte mental que mais cresce no País. Prometemos mantê-lo informado!

VÍDEO: Assista ao trailer do documentário sobre Martin Jacobson

Mais: Com 25 milhões de dólares garantidos, o “Super High Roller Bowl” atrai a atenção do mundo

Deixe seu comentário

   
SHARE